terça-feira, 6 de outubro de 2015

Todas as pedras são preciosas




Todas as pedras são preciosas

Pedras semi-preciosas, este termo muito usado especialmente no Brasil, há muito tempo não é usado, mas ainda assim, existem muitas pessoas que acreditam nessa distinção entre as pedras naturais, muitas veses por falta de conhecimento, ou porque simplesmente escutam outras pessoas dizerem e dizem também.

O Brasil não possui pedras semipreciosas

"O título acima pode surpreender muita gente, uma vez que o nosso país é reconhecidamente um grande produtor de gemas e o Rio Grande do Sul destaca-se pela produção de ágata e ametista. A afirmativa, propositalmente provocadora, justifica-se, porém, pois não é mais admissível - se é que alguma vez o foi - separar as gemas em preciosas e semipreciosas.

Embora esteja correta a denominação pedra preciosa, o mesmo não se dá com pedra semipreciosa, e são várias as razões para isso. A principal delas é que nunca houve consenso sobre quais pedras seriam consideradas preciosas.

Gemólogos de renome internacional condenam de modo enfático seu emprego. Robert Webster considera-o insatisfatório, lembrando que foi abandonado por consenso geral.

Walter Schumann afirma que a designação ainda é usada no comércio mas não é uma expressão correta porque muitas pedras chamadas semipreciosas são mais valiosas que as preciosas, não havendo uma linha divisória real entre as pedras mais ou menos valiosas.

Coerente com esses posicionamentos, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) recomenda evitar sempre o uso da palavra semipreciosa, substituindo-a por preciosa, salvo nos casos de exigências comerciais ou legais (NBR 10630). A ressalva justifica-se porque a Itália dá um tratamento diferenciado às gemas importadas, com taxação menor para as que chegam ao país classificadas na origem como semipreciosas.

Portanto, não se constranja de chamar ágata, ametista, citrino, topázio, água-marinha, turmalina, etc. de pedras preciosas. E CHAME DE JÓIA, NÃO DE BIJUTERIA, SEU BRINCO, ANEL OU OUTRA PEÇA CONFECCIONADA COM GEMAS QUE VOCÊ CONSIDERA BARATAS.

O setor joalheiro, como qualquer outro ramo de vendas, trabalha com produtos caros e baratos e o preço nunca foi motivo para uma gema deixar de ser preciosa."

Leia na íntegra: http://pedraspreciosas-elegancianatural.blogspot.com.br/