domingo, 26 de julho de 2015

Sanduíche Provençal

Hum...bateu aquela fominha? Então dá uma olhada na foto abaixo!!! Delícia!!!


PRATO DO DIA| Receita testada pela editora do Paladar, Patrícia Ferraz

Fácil e muito, muito saboroso. E você ainda sai da mesmice do pão com presunto e queijo...nada contra, adoro, mas vale á pena testar uma novidade de vez em quando, né!?

Ingredientes

1 baguete
3 ou 4 tomates
1 berinjela média
1 abobrinha média
Azeite a gosto
Tomilho fresco a gosto
Pimenta calabresa a gosto
Sal a gosto
Queijo ralado ( parmesão, gruyére,...)

Rendimento: 4 porções

Preparo

1. Lave e seque a berinjela, abobrinha e o tomate.

2. Corte os legumes em rodelas de espessura média. Se cortadas muito grossas, elas ficam aguadas, acabam amolecendo o pão do sanduíche, atrapalhando a crocância. Se, ao contrário, ficarem muito finas, vão torrar em vez de apenas amolecer. E é importante deixar as rodelas com a mesma largura, para que fiquem prontas na mesma hora.

3. Ponha os legumes numa assadeira, misturados ou separados.
Tempere com sal e pimenta calabresa. Regue com bastante azeite.
Asse em forno médio por 30 minutos mais ou menos; o tempo depende da potência do forno, então o melhor é ir checando o ponto dos legumes de quando em quando. Se precisar, regue com mais azeite e dê uma mexida para que assem por igual.

4. Corte a baguete em quatro, abra cada pedaço ao meio. Passe a mostarda em todas as fatias.
Distribua os legumes intercalados sobre o pão. Polvilhe o queijo ralado e leve ao forno por alguns minutos para derreter o queijo. Sirva quente, duas fatias por pessoa.

PARA BEBER

Para o sommelier do Bardega, Aldo Assada, este sanduíche tem ingredientes desafiadores (gruyère e mostarda) e pede vinhos vibrantes. Ele sugere o espumante gaúcho Cave Geisse Extra Brut 2012 (R$ 72,50, no site da Cave Geisse), que tem acidez compatível com a mostarda. Ou o italiano Hofstatter Pinot Grigio 2013 (R$ 75, na Cellar), branco untuoso, macio e fresco. Ou, ainda, o francês Michel Chignard Fleurie Les Moriers 2012 (R$ 80, na Cellar), que tem notas de frutas vermelhas frescas e taninos médios, o que evita confronto com o queijo e a mostarda.

>>Veja a íntegra da edição do Paladar de 23/7/2015